Como aconteceu


Eu tentei. Na verdade, eu achei que seria tão fácil que nem precisaria tentar. Mas juro pra ti que assim que percebi eu tentei, com todas as minhas forças eu tentei não me apaixonar. Mas eu me apaixonei por você, e só agora vejo que foi perca de tempo tentar.
Eu me esforcei porque eu sabia do nosso trato, dos seus e dos meus problemas. Lutei porque eu sabia que eram traumas demais para confiança de menos. Intimidade que não cabia no tempo de vivência. Porque eu nunca fui de acreditar em coincidência. Eu tentei, mas a realidade é que fracassei.
A gente começou confiando em uma versão do outro que provavelmente nunca existiu fora dos sonhos que o outro tinha de ser alguém bem resolvido. Temos tantas neuras corporais e emocionais que acreditamos que ninguém iria ficar por muito tempo, nunca ficaram, não foi mesmo? Mas daí chegamos quebrando as regras, reclamando por um lugar que parecia nosso por direito. Sei a hora exata em que pude ouvir, durante um de nossos beijos cheios de desejos, teu interior dizer ao meu: se teu coração ainda não tinha dono, agora o dono sou eu. E eu deixei você entrar, naquele beijo eu pulei do precipício com uma certeza: eu não tinha mais controle de nada.
Mas ainda depois disso eu tentei. Falei pra mim mesma que podia puxar uma corda e voltar para o topo, onde eu estaria segura e confortável. E eu procurei essa corda. Procurei defeitos em você, arrumei mil motivos, encuquei com milhões de coisas, mas não adiantou. Eu só acabei te gostando no pacote completo, sem poder usar a desculpa que era ilusão. Mais uma vez eu fracassei.
Agora eu sei e você sabe do meu fracasso. Também sei que você pulou junto comigo, porém com alguma corda especial que te ajuda a voltar ao topo, e isso te deixa numa situação mais confortável. Sabemos que de qualquer forma fracassamos juntos, assim como sabemos que não há mais volta.
Mas tudo bem, agora temos um novo trato e eu prometo tentar. Prometo tentar ignorar, não sentir, fingir que tudo que sinto vai deixar de existir. Mas se mais uma vez eu fracassar, me entende, tenta me entender. Desde que pulei eu não tenho nenhum controle sobre qualquer coisa relacionada a você.


Nosso fim


Você não disse, nem eu, mas eu sei e você também sabe. Estamos caminhando para o fim. Embora nenhuma palavra tenha sido dita, nós dois sabemos que está chegando nossa hora. É hora de ir embora. A gente sente, embora tente não sentir, a distância tomar conta, os detalhes perderem a importância. Eu não queria, meu amor, e eu sei que você também não, mas estamos chegando ao fim.
Eu queria ter te amado do mesmo jeito para sempre, eu desejava que você tivesse conseguido fazer isso em relação a mim também, mas a verdade é que o leite esfriou e estamos na hora do nosso fim. Queria que teus toques ainda provocassem os mesmos arrepios de antes, que estar perto de ti me deixasse com aquela sensação boa de sempre, mas chegou nosso momento e eu não acho que teremos muito mais tempo.
A gente deveria ter aceitado isso meses antes, teríamos nos desgastados menos, nos suportaríamos mais, o carinho para uma amizade seria maior. Mas quem pode nos julgar? Eu não me imaginava sem ti até dias desses, tinhas uma parte enorme de mim que eu não conseguia nem mensurar. E eu sei que era tudo recíproco, então, quem pode nos julgar? A gente só queria tentar e voltar a se amar.
Mas está chegando o nosso fim.
Estamos caminhando para o fim.
Esse texto, meu amor, é a prova real que não há mais jeito, precisamos de um fim.

Teríamos conseguido


Talvez seja mórbido divagar sobre isso logo agora, mas hoje concluí que teríamos dado certo. Isso se eu tivesse sido mais corajosa e você menos namorador, é claro. Mas a gente teria tido um bom futuro.
Você continua sendo a pessoa que mais me compreendeu em toda esses vinte e poucos anos, eu continuo te entendendo só com um olhar. A gente ria da piada ruim um do outro, sabia escutar como ninguém, nos entendíamos mesmo quando tínhamos as piores brigas do mundo. A gente se cuidava e se preocupava como só quem tem futuro é capaz de fazer. Éramos perfeitos um pra o outro e todo mundo sabia, mesmo nós.
Nós éramos absolutamente diferentes, mas perfeitamente iguais. Você gostava das músicas mais ruins do mundo e não ligava que eu falasse isso, porque entendíamos que não precisávamos concordar sempre. Eu lia livros bobos e você sempre ria, mas acabava me dando um desses exemplares porque sabia que eles eram uma parte importante de mim. Nós tínhamos uma compreensão e espaço que eu não vejo mais. Esses exemplos bobos é apenas pra não contar das coisas mais íntimas.
Fomos capazes de ouvir quando o outro contava dos seus encontros com outras pessoas, a gente escutava e não reclamava. Viu? Nós nos amávamos na mais perfeita ordem das coisas, e teríamos dado certo por isso.
É mórbido e sem chance de acontecer, mas a gente seria um belo casal. 

Lembrei de você


Confesso que não penso em nós como antes e também confesso que beijei seu amigo. Sim, aquele que você reclamava que não tirava os olhos de mim. Mas hoje eu estava relendo alguns textos antigos e encontrei cerca de uma dúzia só sobre você. Dei boas risadas de algumas coisas que li, lembrei de bobeiras nossas que o tempo – e talvez os acontecimentos entre nós – me fez esquecer. Você era uma figura!
É engraçado como a gente deixou que as pequenas brigas nos roubassem as coisas boas que fizemos juntos. Eu não queria esquecer das risadas que eu dava quando te fazia cócegas, era engraçado como eu sempre acabava rindo tanto quanto você. Na época eu jurei para mim que nunca esqueceria de como você sabia o momento certo de fazer piadas sem graças só para quebrar o gelo. E claro, de como você era o cara mais irritante que uma garota de dezessete anos poderia lidar.
O que foi que aconteceu que roubou tudo isso da gente, heim? Como foi que deixamos tudo isso se perder e chegar ao ponto que não sabemos mais falar sobre outro sem resumir em “legal”? Você era mais que legal, garoto. Você foi especial.
Hoje reli meus textos antigos e lembrei de você. Eu revivi você. E hoje eu queria dizer que sou grata por tudo que você me deu a chance de viver.

Para quem ama Harry Potter


Quem aqui de vocês ama Harry Potter ou conhece alguém que é apaixonado por esse universo? Eu não entendo muito, confesso, mas conheço uma equipe que entende e por isso foi criaram dois projetos super legais que vai te fazer mergulhar nesse universo que você tanto ama.
"Olá a todos os fãs de Harry Potter! Estamos aqui para comemorar mais um
aninho de Harry e J.K Rowling e para tanto estamos com um concurso mais
que especial em nossos perfis no Wattpad.

Participe de nosso concursos em nossos perfis:
Hello Fanfics: https://goo.gl/nBRpsC
Hogwarts Express: https://goo.gl/2Dn4w3

Não se esqueça de seguir nosso perfil no Wattpad e nas redes sociais.
Realização @EditoraMarotagem"
E claro, vai ter brindes para os vencedores dos concursos - e pode se inscrever nos dois. Então, se você quer participar, corre que tem prazo. E se conhece alguém que possa gostar, divulga aí.

TAG DA DISCÓRDIA


Oi, oi, amores!
Estava navegando pelo Google+ e em uma das comunidades encontrei essa tag bastante legal que o blog Cantinho da Escrita lá e resolvi fazer. A TAG é uma criação do canal Kabook Tv. Espero que gostem!

1- Um livro que todo mundo amou, menos eu.


Muita gente fica chocada com essa revelação, mas a verdade é que embora o livro tenha uns ensinamentos bem legais e importantes menos a parte de ser eternamente responsável por que cativas, acho que fui com tanta expectativa que acabei me frustrando um pouco.

Esperava mais.

2- Um livro com uma protagonista insuportável, difícil de ler


Nesse aqui eu não quero criticar a protagonista – embora ela seja chata –mas sim O protagonista. Aguentar o Ren nesse livro foi uma coisa bem difícil de fazer.

3- Um livro que você deixou pela metade


Vi esse livro no Skoob e resolvi que seria uma boa aposta, mas a verdade é que nem na metade cheguei. Ele simplesmente não me cativou.

4- Um livro que você se recusa a ler


Esse livro é um livro de extremos, ou ama, ou odeia. E, talvez eu devesse ler para poder odiar com mais propriedade, mas a maior parte de mim se recusa a ler um livro com um personagem como o Gray.

5- Um livro que você empurrou com a barriga


A soma dos dois protagonistas e meu apego a um personagem que ninguém dá valor devido na história fez com que eu levasse com a barriga e desistisse da sequência.


6- Um livro com clichê bem ruim de engolir

Eis aqui uma apaixonada por clichê, então não sei um pra criticar.

7. Um livro que você amou e mais ninguém


Acho que todos os fãs da série Perdida criticam esse livro, menos eu. Qual o problema dele, gente?

É isso, amores. Espero que tenham gostado.



Minhas histórias no Wattpad


Olá, pessoas! Todo bem com vocês?
Para quem não sabe, eu escrevo mais que os textos publicados aqui. Desde algum tempo me aventura na escrita de algumas histórias no FFOBS e já faz um tempo que também fui para o Wattpad, mas só agora resolvi publicar sobre isso aqui.
Como sei que provavelmente o Wattpad é a plataforma mais conhecida por vocês, vim falar um pouco sobre minhas histórias publicadas lá e convidar vocês para conhecê-las.
Espero que gostem!

The Better Parto of Me



Como Roberta diz: Thommas é um clichê ambulante. Sai com várias, diz eu te amo para todas.  Mas ele tem um diferencial, costumar namorar com todas elas, mesmo que por pouco tempo.
Já Roberta, é do tipo certinha: não bebe, é virgem e nunca teve um namorado. Além de carregar vários problemas familiares que só fazem ela ter certeza que deve fugir do amor.
Agora ela é escolhida de Thommas, mas a mesma não está disposta a se render aos encantos do garoto eu te amo. Com uma bela amizade surgindo, irá ele se contentar com o posto de melhor amigo?
Se o amor existe, ele vai chegar e somar na sua vida. Se ele existe, vai despertar o melhor de você. Mas você tem que prestar atenção quando ele aparecer, caso contrário pode levar tudo a perder.
Link: https://www.wattpad.com/story/100453754-the-better-part-of-me

You Happened



Um ótimo filme que assisti diz: " Você encontra milhares de pessoas e nenhuma delas te tocam, e então encontra uma pessoa, e sua vida muda. Pra sempre." E isso não acontece só nos filmes, pode e vai acontecer na vida de muitos, inclusive nessa pequena história de amor.
"Look for the girl with the broken smile, ask her if she wants to stay awhile.
And she will be loved."

Filme citado: Amor e outras drogas
Música cidade: She will be loved

Link: https://www.wattpad.com/story/102075807-you-happened

Todos os lados do Dia dos Namorados




Ambos já tinham visto o não daquele dia. Ele foi deixado no altar justamente no dia dos namorados e ela tinha sido dispensada depois de um relacionamento que durou mais de três anos. Mas ao se conhecerem, eles conheceram o talvez, a esperança. E não podiam estar mais ansiosos por um sim do outro. E teriam, mesmo que apenas na arte.
Link: https://www.wattpad.com/story/112450601-todos-os-lados-do-dia-dos-namorados

Secrets


Os atores Alicia Clarke e Dougie Rox, embora sejam completamente opostos, se adoram e são super amigos. E por que não transformar essa amizade em algo mais colorido? Quais consequências isso pode ter quando uma das exigências é que romances deverão ser evitados no trabalho? Esse segredo pode virar mesmo um romance? E se ele vier à tona?
Link: https://www.wattpad.com/story/139437109-secrets

Em breve postarei mais histórias e atulisarei vocês.

Moça bonita


Moça bonita, mas de coração apertado
há tanto dentro dela que nem cabe
exala amor, exala saudade
exala uma culpa que não lhe cabe.

Moça bonita que não sabe a verdade
amor não se pede, se dá
e se não recebido não tem porque se culpar
amor de verdade ele chega pra somar.

Ah, moça bonita
olha o lado e vê o mundo
vê que tudo agora começou
que você não perdeu, Deus te livrou.

Minha moça bonita
olha pra o lado e me vê
vira teu rosto bonito
enxerga que ao teu lado há quem gosta de você.