Ilusão

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Talvez hoje seja o dia de lembrar que namoramos. Primeiro você aparece bem no momento que minhas amigas brincam com o fato de eu não ficar mal por causa de garotos, ainda que acabe um relacionamento com um deles, que no caso é você. Depois, em meio a tantos textos e histórias escritas no meu bloco de notas, vejo um textinho que estava fazendo pra o teu aniversário, falando de como tudo começo. Seu aniversário passou, o namoro também, e o texto ficou aqui, esquecido, até hoje.
É engraçado como senti vontade de rir e até um pouco de vergonha quando comecei a ler. De onde eu tirei motivos para fazer aquilo? Como eu achei que nosso relacionamento duraria até o seu aniversário? Percebi que uma coisa que a gente sempre faz é se iludir, sem precisar de ninguém pra fazer isso, nós mesmos nos iludimos.
Você não me iludiu, seus beijos também não, eu me iludi, fui eu quem continuei um texto que até o celular cuidou de apagar depois de uma pane. A gente se ilude e repete pra si que algo tem como dar certo só porque a gente quer que dê, mas não dá, não tem como, é só ilusão.
Se o seu namorado passa o dia sem falar com você, se ele sempre procura transformar suas ações em defeitos, se não aceita o seu jeito, se já não te beija como antes, você tá se iludindo, isso não é mais um namoro. Só ilusão.
Se você precisa se esforçar para ter boas lembranças, se você tá se diminuindo, se você tenta dizer que a pessoa vale a pena e cogita estar errada, se não vê mais tanta graça nas piadas, se começa a lembrar de um passado antes do seu namorado, isso não é mais um namoro. Só ilusão.
E olha só como é a vida, o que no texto parecia ser uma esperança de uma menina muito racional, na verdade era ilusão de uma menina que nem estava tão apaixonada, afinal, essa paixão também era só ilusão. A gente se iludiu. Gostamos, ficamos, namoramos, brigamos e até choramos, mas a realidade nem rima com isso, porque a verdade é que a gente só se iludiu.




0 comentários:

Postar um comentário