quarta-feira, 17 de junho de 2015

E viveram (...) para sempre


Às vezes o leite derrama, o café esfria, a paixão acaba, a dor aparece, o coração perde. 
Às vezes o sorriso é forçado, o dor no peito tá te deixando acabado. A vida te mostra que nada é perfeito, que tudo acaba, que nada é do seu jeito.
Não sei quem foi o besta que disse que o bem sempre vence, por que ele não vence sempre não. O mal ganha uma,duas, três vezes ou quase sempre. E você que sempre esperou o melhor, ver que te ensinaram errado, essa coisa de vencer deveria vir com um aviso: NEM SEMPRE.
Por que vão existir momentos que você vai ver que não tem como, não tem opção e que as história de crianças que terminavam com felizes para sempre mentiam, escondiam outra parte da verdade. Por que às vezes independente da luta, tem histórias que o final é o contrário, vira um grande e gritante: infelizes para sempre.


Nenhum comentário :

Postar um comentário