sexta-feira, 8 de julho de 2016

Te Contando: A Escolha

Vou logo pedindo mil desculpas pelo sumiço, mas cá estou eu novamente para continuar com nossos Te Contando especial da série A Seleção.
PS: Em uma das postagens do Projeto BLC Culturação, eu recriei uma cena de A Escolha, mudando o rumo de algumas pessoas, se tiverem curiosidade, só clicar aqui.
A propósito, voltar a fazer postagens do Projeto é mais uma das coisas que farei.


Informações

Autora: Keira Cass
Editora: Seguinte
Páginas: 352
Ano 2014

Sinopse: Quando foi sorteada para participar da Seleção, America não imaginava que chegaria tão perto da coroa - nem do coração do príncipe Maxon. Com o fim do concurso cada vez mais próximo, e as ameaças rebeldes ao palácio ainda mais devastadoras, ela se dá conta de tudo o que está em risco e do quanto precisará lutar para alcançar o futuro que deseja. 
America já fez sua escolha, mas ainda há muitas outras em jogo... Aspen, seu antigo namorado, terá de encarar um futuro longe dela. E Maxon precisa ter certeza dos sentimentos da garota antes de tomar a grande decisão, ou acabará escolhendo outra concorrente. 


Minha opinião: De começo, o livro já começa com uma das minhas cenas preferidas dessa série, gosto de ver America disposta a quase tudo para conseguir Maxon. Afinal, agora, mais que nunca, America parece estar bem longe da coroa. Com sua atitude no livro anterior – não vou dizer qual – America perde a confiança de Maxon, que mesmo a amando, obviamente não consegue se ver casado com alguém que não confie.
Aquela dúvida de Maxon ou Aspen ainda continua, embora o segundo tenha bem menos destaque nesse livro. E mais uma vez essa dúvida não me incomodou tanto como incomoda algumas pessoas. As questões de America não é apenas com qual rapaz ficar, mas a vida que levará com aquele que escolher. Se por um lado Aspen lhe daria a vida que já estava acostumada a sonhar, Maxon lhe dava uma vida de luxos e deveres que ela nunca tinha imaginado obter e nem sabia se seria capaz de suportar. Quem não ficaria em dúvida?
Mas America cresce nesse livro, finalmente ela percebe o quanto é capaz de fazer pelo país, quanto força tem e isso me faz amá-la num grau que vocês não fazem ideia. Ela luta, planeja, esconde, releva, articula, faz tudo que uma rainha tem que fazer e nem se dar conta disso. Maxon e seu romantismo também são um show a parte, como não amá-lo? Aspen se mostrou menos egoísta do que eu achava e isso me ajudou a gostar mais dele, ponto para o mesmo no final, quando conseguiu roubar um pouco do meu coração.
Não deixando de lado aquelas questão distópicas que abordou um pouco mais em A Elite do que em A Seleção, Keira segue em um ritmo ainda melhor e fala desses assuntos com ainda mais propriedade. O Rei é um personagem a parte,que brilhou no seu papel de vilão e sucessor de Gregory Illéa.
August, Georgia, Ane, Lucy e Celeste foram personagens que também se mostraram maravilhosos e honraram ter seus nomes nesse ótimo livro. Os dois primeiros foram o braço forte na hora de enfrentar os problemas do país, Any e Lucy cada uma ao seu modo se mostraram pessoas capazes de fazer muita coisa em nome da fidelidade e também mostraram o quanto são fortes. Já Celeste me fez enxergar o quanto a insegurança e o medo nos fazem tomar atitudes diferentes das que tomaríamos de costume.
Como quase todos os livros, ele possui os seus erros. Um romance que até o que somos apresentados nesses três livros não parecem fazer muito sentido e uma morte que acontece claramente pra facilitar esse tal romance são exemplos desses erros, mas nada que comprometa realmente a história e que te impeça de chorar lendo o mesmo.
PS: No primeiro livro Keira diz na festa de Kriss que ela é uma quatro, mas depois ela já fala de Kriss como uma três – precisava dizer isso rsrsrs.


Frases do livro: “Eu o amava.
Era incapaz de apontar precisamente o motivo de tanta certeza, mas soube na hora, com a mesma certeza com que sabia meu nome ou a cor do céu ou qualquer coisa escrita em um livro.”
“- Você vale a pena. Acho que não tem noção disso. Para mim, você vale a pena.”
Não se preocupe. As melhores pessoas sempre carregam alguma cicatriz.
Pode partir meu coração. Mil vezes, se desejar. Sempre foi seu para machucar como quiser… Amarei você até meu último suspiro. Cada batida do meu coração é sua. Não quero morrer sem que você saiba disso.
“Não importa o que aconteça… sempre vai existir uma ligação entre nós. nunca deixarei de me preocupar com você. Nunca deixarei de me importar com o que você faz. Você sempre vai significar muito para mim.
“Você é luz do sol filtrada pelas árvores. É o riso num momento de tristeza. É a brisa em um dia de verão. É a clareza quando só há o caos.


Nota: 10,0

Esta postagem faz parte do especial Te Contando: Série A Seleção, para ver as outras resenhas basta clicar aqui 





2 comentários :

  1. Adorei a resenha não conhecia o livro mais parece ser ótimo
    Ja estou seguindo seu blog adorei ele
    ♥Um super beijo♥

    ladorosadomundo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, leia o livro, vale a pena.
      Beijos ♥

      Excluir