quarta-feira, 29 de abril de 2015

O amor que desejo


Não é que amar signifique viver sorrindo toda hora, nem que não haja um pouco de sofrimento, de medo, insegurança. Mas amor que é amor, mesmo subtraindo essas coisas o resultado é positivo.

Eu quero é um amor pra poder ser dividido, não quero me sentir incapaz quando estou longe do mesmo, quero mais é que ele me mostre que sou capaz de tudo. 
Quero um que não me faça passar o dia todo pensando em como o outro está aproveitando sem mim, mas sim que me assegure que mesmo longe esse outro vai ser fiel ao nosso sentimento.
Não faço questão de um amor gritado, mostrado em exagero pra todos, mas que na real deixa tanto faltar. Quero mesmo um que complete meu silêncio com ações íntimas, pequenas, mas que fazem toda diferença.
Ah, isso sim é ter um sentimento puro, esse sim não muda. Mudar para quê se faz tão bem? 
Esse sim vale a pena, esse sim te completa. Esse sim é amor.
Até quando tira te soma, até quando chora de abraça, até quando parece mal te alegra. É amor, amor e nada mais.




Nenhum comentário :

Postar um comentário