Será delicioso

terça-feira, 3 de março de 2015

Talvez eu devesse ter aceitado mais, demonstrado mais, ariscado e cedido mais. Provavelmente eu errei demais, e ao mesmo tempo fui certinha demais.
Eu deveria ter te beijado algumas vezes, e ter me negado em outras. Deveria ter mostrado que ninguém é tão inocente quanto parece.
Agora você tá aí, aproveitando. E eu estou aqui escrevendo sobre nós, e sabendo que de nada isso vai adiantar.
Mas você sabe que a gente se entende, e que a gente pode até não dar certo juntos, mas que com um pouco de coragem tudo entre a gente seria tão delicioso.
Vem pra cá bebê, para com essa coisa de se preocupar com tudo, dessa vez eu não estou nem me importando. Vem e me beija loucamente, me puxa o cabelo, sussurra coisas em meus ouvidos, e faz-me ceder mesmo eu fazendo charme e dizendo que não tá certo.  
Me empurra contar a parede e diz que ao menos por hoje, eu vou ser sua e você vai ser meu. Me aperta com força e diz que eu sou uma idiota e que esse momento já passou da hora de acontecer. Pode me colocar em seu colo e beijar meu pescoço, pode até deixar marcas. Eu provavelmente vou repetir que isso não tá certo, mas você me beija e faz eu calar minha boca.
Depois você me solta, e eu vou te perguntar se terá outra vez, você fala que é pra cada um seguir seu caminho, mas logo depois me beija, e diz: “ até a próxima “ . Eu fico aqui te esperando, desistindo algumas vezes que te ver com outra, mas de alguma maneira, sabendo que nada disso acabou. 

0 comentários:

Postar um comentário